Skip to content

Choque de quê?

24 novembro, 2009

Aguardava um final de semana onde a maioria dos cariocas tivesse passado pelo Maracanã para desabafar sobre algo que me aflige faz muito tempo.

Começo meu relato no Domingo retrasado. Fluminense enfrentaria o Patético Paranaense em mais um jogo decisivo nessa reta final do carioca. Os ingressos vendidos antecipadamente anteviam um bom público. Jogo de uma torcida só teria tudo para ser tranquilo, o ideal para que as famílias acompanhassem o Fluzão, ainda que em um horário horrível de 19h30.

Acontece que os passageiros do metrô (que já anunciou prestará o mesmo serviço porco até 2011 quando chegarão novas composições com ar-condicionado funcionando) que chegavam à rampa de acesso ao estádio se deparavam com uma verdadeira praça de guerra. Era a operação “Choque de Ordem” da prefeitura que removia os ambulantes que vendiam água na saída do metrô. Não bastasse a Guarda Municipal atuar contra os ambulantes agora eles também agrediam seus consumidores e a cena que se repetia era a conhecida de muitos que viveram o período de truculência da GM na administração Cesar Maia:  bombas, spray de pimenta e cacetadas para todos os lados.

O tema que trago para reflexão é o seguinte: é justo o torcedor sofrer com preços abusivos no estádio sem ter nem mesmo o direito de consumir algo do lado de fora? Sim, pois se eu não comprei água fora do estádio onde uma garrafa custa um real, dentro do estádio terei que pagar dois e cinquenta por um copo. Quem gosta de chupar um picolé então sofre mais ainda: tem que pagar cinco reais por um picolé de frutas que em qualquer padaria custa R$0,75.

Desculpem o desabafo, precisava fazê-lo, afinal até quando seremos tratados como gado?

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Rafaella permalink
    24 novembro, 2009 2:53 pm

    Se isso acontecer de novo, tira foto e me manda!

  2. 24 novembro, 2009 10:42 pm

    Cara… seu post é ótimo, porque sintetiza o sentimento e a angústa de uma série de cariocas principalmente. a Operação Choque de ordem é a parte moralista do pró-fascista (não é força de expressão) de Eduardo Paes. Onde a ordem (que leva ao progresso?? cruzes!!!) está acima dos interesses da coletividade. Só quem apóia tais sandices é o cara que NÃO frequenta o estádio. Portanto é de extrema necessidade que esse blog continue sendo um canal aberto.

  3. Dudu permalink*
    25 novembro, 2009 11:20 am

    E um detalhe já antigo, mas que vale sempre lembrar, é que nos camarotes é permitido o consumo de cerveja.

    Pra comprar ingresso, além de caro, você sofre demais. Já ouvi várias histórias de pessoas que tomaram spray de pimenta na cara simplesmente pq estavam na fila.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: