Skip to content

Top 10 Humilhações – Botafogo

2 julho, 2009

Retirado de http://www.impedimento.wordpress.com. Alguns torcedores escreveram sobre as humilhações sofridas por alguns times do Brasil e reproduzimos aqui o dos times do Rio.

10 – Botafogo 1 x 4 São Paulo (Rio-São Paulo, 2001)

Final é final. Não se deixa para comprar ingresso em cima da hora. Não se marca compromisso a partir de meio-dia. E não se toma goleadas, principalmente em casa. Algumas vezes o Botafogo parece insistir em não fazer o dever de casa. Essa foi uma delas. Vá lá, éramos mais fracos, tínhamos em Rodrigo Beckham e em um envelhecido Donizete, o Pantera Negra, nossas esperanças, mas 4 a 1 no Maraca é falta de vergonha. Ou melhor, a número 10 no ranking das vergonhas. Pode rir, Matias.

9 – Botafogo 0 x 1 América-RJ (Rio-São Paulo, 2002)

No ano seguinte a coisa parecia estar andando. O Botafogo começou realmente bem. Ficou em primeiro, abriu vantagem, brincou. Dodô marcava gol de tudo quanto é jeito, até que o encanto terminou. O Botafogo parou de ganhar, perdeu colocações e conseguiu o mais difícil: não se classificar para a fase seguinte. Desculpa, desculpa. O mais difícil mesmo foi perder para o cachorro morto Mequinha, último colocado do torneio, com um gol do matador Gil Bala. Em pleno Maracanã. Um feito.

080313194554_elenilsonsantos2
Foto do Gil Bala, já no Sergipe

8 – Botafogo 0 x 3 Vitória (Copa do Brasil, 1997)

Dessa vez não foi Maracanã. Foi pior . Em pleno Caio Martins, o Alçapão. Onde só os guerreiros alvinegros conhecem as trincheiras do campo. Onde só os goleiros alvinegros conhecem os truques dos refletores – menos o Vágner. Onde… onde o invencível Botafogo de 1997, que ganharia semanas mais tarde a Taça Guanabara com 100% de aproveitamento, perdeu para o Vitória por 3 a 0. E como nas fases iniciais da Copa do Brasil perder por dois gols de diferença dentro de casa elimina, o Botafogo teve que esquecer o discurso de “o caminha mais curto para a Libertadores”. Maldita Copa do Brasil.

7 – Americano 2 x 1 Botafogo (Estadual, 2005)

Nunca foi tão fácil conquistar a Taça Guanabara. O Botafogo passou para as semifinais ao lado de Americano, Volta Redonda e Cabofriense. Convenhamos, uma baba. Pois bem, a torcida compareceu ao Maracanã confiante em César Prates, Túlio, Juca, Ramon, Alex Alves e Caio. Tudo bem, não era para tanto. Na lateral esquerda um tal de Marquinhos errava toda e qualquer tentativa com a senhora bola. No primeiro tempo, o Americano fez 1 a 0. Ramon tentou, mas foi Alex Alves – que obviamente já havia perdido um gol – que empatou, de pênalti já no segundo tempo. Três minutos depois, e a menos de 10 do fim, o impedido Washigton – aquele mesmo do Palmeiras – deu números finais a partida. Vocês conhecem a tese de que quando o Botafogo enche o estádio é um péssimo presságio?

6 – Botafogo 0 x 4 Juventude (Brasileiro, 2002)

É verdade que não foi o último jogo da maldita campanha do rebaixamento – sorria, Matias, o derradeiro foi contra o São Paulo. Acontece que perder de 4 a 0 no Maracanã para o Juventude – logo o Juventude! – foi um péssimo sinal. O Botafogo entrou naquela noite com Carlos Germano; Almir, Cléberson, Nenzão e Rubens Júnior; Romeu, Galeano e Camacho; Lúcio Bala, Rodrigão e Ademílson. Leiam de novo. De novo. É um time tão ruim, mas tão ruim que nem vou me dar ao trabalho de colocar outras humilhações desse time, o mais humilhado da história do Botafogo.

010868744-ex00
Galeano não deixou saudades

5 – Vasco da Gama 7 x 0 Botafogo (Estadual, 2001)

O Vasco está na frente nesse subtítulo, mas não jogou em casa, em São Januário. Esse desastre aconteceu no Maracanã mesmo, mas eu não estava lá. Estava em Petrópolis aproveitando um feriado para ir com uns amigos do colégio na Feira Agropecuária de Itaipava, onde iam rolar uns shows do O Rappa e do Skank. Malditos. A culpa provavelmente é minha, afinal se vou para Petrópolis o Botafogo perde. Se vou para uma feira agropecuária em Petrópolis, então… Acontece que a zaga do Botafogo era Bruno e Váldson. Vocês devem estar pensando assim “nossa, Váldson”. Pois o Bruno era bem pior! Gols de Juninho Paulista (3), Romário (2), Pedrinho e Euller.

4 – River Plate 4 x 2 Botafogo (Sul-Americana, 2008 )

113_2857-28bot

Esse jogo é tão famoso que todos devem estar se perguntando o porquê dele não ser o primeiro da lista ou Top 3. Até os 28 minutos do segundo tempo o Botafogo vencia por 2 a 1 os gallinas em pleno Monumental. No Engenhão, no jogo de ida, havíamos vencido por 1 a 0. Como o maior clichê do futebol diz, “tem coisas que só acontecem com o Botafogo”, mas, verdade seja dita, a culpa foi minha. Eu estava em uma aula – maldita – e cismei em assistir o jogo pela internet através de um desses canais de língua espanhola – o que obviamente dá azar. Foi a senha para a virada. Mesmo com um jogador a mais o Botafogo entregou a rapadura aos 47 do segundo tempo.

3 – Botafogo 0 x 0 Juventude (Copa do Brasil, 1999)

04_mhg_juventude

Compreender os sinais é fundamental para qualquer torcedor de futebol. Cheguei ao Maracanã com o meu pai – bons tempos que ele ainda ia aos jogos – e logo encontramos um primo nosso. Até aí tudo bem. Acontece que o pai dele havia morrido na véspera. Tá aí o sinal! Não percebemos. Mas a culpa não foi minha, do meu pai, do nosso primo, nem do parente que faleceu. A culpa é daqueles torcedores que nunca vão ao Maracanã ou Caio Martins – agora também Engenhão – e carregam aquela carga negativa do jejum de 21 anos. Eles não tem paciência, não cantam e, enfim, são os culpados. Contraditoriamente, a torcida estava linda naquela ensolarada e depressiva tarde de domingo. E só precisávamos de um gol para levantar a taça.

2 – Flamengo 3 x 0 Botafogo (Brasileiro, 1992)

Mais uma vez eu estava em Petrópolis, mais precisamente em Itaipava, então pacato distrito da cidade imperial. Ouvi o jogo no rádio, enquanto a família recebia visitas avessas ao esporte bretão. Era um torcedor recém convertido ao Botafoguismo e naquele ano intensifiquei minha relação com a estrela solitária. O Botafogo, time da melhor campanha em todo o campeonato (e segundo melhor na primeira fase), pegava o Flamengo, o oitavo a se classificar para o mata-mata. A torcida era deles, é claro, mas nós tínhamos Márcio Santos, Valdeir e dois Carlos Alberto, o Dias e o Santos. O Flamengo tinha Gaúcho, que, no dia seguinte deste primeiro jogo da final, receberia churrasquinho na boquinha do então jogador do Botafogo Renato Gaúcho. Bá, Tchê! Quer humilhação maior? Sim, a próxima.

1 – Fluminense 7 x 1 Botafogo (Estadual, 1994)

Mais uma vez pelo radinho ouvi o jogo. Uma humilhação tão grande que ainda hoje vejo tricolores vestirem a camisa alusiva ao 7 a 1 feita por cima do logotipo da SevenUp. Mentira. Não vejo mais, devem ter ficado velhas, mas as vi durante anos. Tragicomicamente a Pepsi estamparia a marca do refri concorrente do Sprite na camisa do Botafogo no ano seguinte. Pois bem. É sempre humilhante ser goleado, ser goleado no Maracanã e ser goleado no Maracanã por um rival. Pior se for o Fluminense. Afinal, é o Fluminense! Mas pior ainda é que quem descontou para o Botafogo foi o Grizzo. O Grizzo! Haja humilhação.

No final desse vídeo o Montenegro mostra quem inventou o cultuado “Pede pra sair” do Capitão Nascimento.

Por essas e por outras, enquanto muitos lamentam essa época do ano meio parada, meio sem graça, meio sem futebol, eu fico, digamos, tranquilo. Tranquilidade essa que não dura até a segunda rodada do estadual, quando eu volto a cantar o mais honesto e apaixonado hit do Engenhão:  “momentos ruins eu já vivi, mas nunca parei de cantar e esse fogo no peito que nunca vai se apagar“.

Bonus Round – São Paulo 6 x 1 Botafogo (Brasileiro, 1999)

Comentários da partida? Nenhum. Afinal, não valeu nada mesmo.

Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. Mariana permalink
    2 julho, 2009 5:12 pm

    O Rodrigo Beckham era lindo! Ele ainda existe!

  2. Mariana permalink
    2 julho, 2009 5:12 pm

    Era uma interrogação ali no final … Hahahaha

  3. Dudu permalink*
    2 julho, 2009 5:39 pm

    Existe, botei uma informação importante sobre ele no EA hj!

  4. Alvinho permalink*
    3 julho, 2009 10:49 am

    No do River eu tava ensaiando na Beija… eu sabia que tava ganhando, aí chegou um amigo meu e perguntei. Ele falou, achei que fosse zoação, falou rindo e tal. Ele dizendo que era verdade, e eu nem aí. Nem dei idéia, na minha cabeça, fogão classificado e pá… Cheguei em casa, e pqp…

  5. permalink
    3 julho, 2009 10:50 am

    Tem algumas que eu nem me lembro, e outras piores que poderiam ter entrado.
    10- A vergonha foi por perder em uma final, pq o time era fraco.
    9- Essa foi digna do Botafogo mesmo, o pior q depois dessa o Bota só precisava vencer o Guarani em casa na ultima rodada pra se classificar, perdeu de 2×4
    8- Pelo menos o time foi campeão, tanto q eu nem lembrava.
    7- 75000 pessoas no maraca, foi sinistro.
    6- Tb nem lembrava, nesse ano tiveram derrotas piores ( Fla e Palmeiras por exemplo ).
    5- Essa foi humilhante, 7 anos depois daquela outra.
    4- Pra mim a pior, até hj se duvidar eu não acredito, me lembro que estava chegando em uma festa no exato momento do 4 gol, fiquei 15 minutos e fui embora sem falar nada, o pior q essa derrota faz mal ao Botafogo até hoje.
    3- A torcida gritava – É Campeão antes do jogo começar, com o Bota isso sempre dá merda, sem mais.
    2- Meu pai diz q eu tava no maracanã, eu não lembro, mas até hj dizem q aquele time estava vendido.
    PS: Foi nesse jogo que a arquibancada caiu ????
    1- Essa eu tb estava, fui embora no intervalo ( tava 4×0 ou 4×1) num 254 jurando q nunca mais ia torcer por este time, tinha virado vascaíno, mas já na manha seguinte voltei a consciencia. O time fez corpo mole naquele jogo.

  6. Dudu permalink*
    3 julho, 2009 11:52 am

    BOM SABER DISSO, ZÉ!!!!!

  7. permalink
    3 julho, 2009 12:58 pm

    “mas já na manha seguinte voltei a consciencia”.

  8. Dudu permalink*
    3 julho, 2009 2:12 pm

    A mim nesse momento só me importa meias verdades, e, no caso, a metade da frente. Ou seja, vc já foi vascaíno por uma noite. Num momento sublime da vida, o momento do sagrado sono, vc dormiu vascaíno. Isso é bonito, cara!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: