Skip to content

Globo, futebol e entrevistas

12 maio, 2009
tags:
by

A Globo montou um jogo de luz pra cortar aquela plaquinha de anúncio dos patrocinadores na entrevista dos jogadores. 

Depois os clubes tentam criar artifícios como só dar entrevista com o banner atrás, suspendem entrevistas dentro de campo e a Globo vai vir com aquele papo hipócrita de “o torcedor fica sem ouvir o que o jogador tem pra falar”. Pudera, né? Não é apenas má vontade dos clubes.

Quer dizer, as empresas investem uma grana pra justamente aumentar o nível do espetáculo e eles vêm podando esses investimentos.

Algumas equipes de vôlei retiraram suas equipes por conta disso. A Red Bull, na F1, recuperou uma equipe que acabaria e ganhou um sonoro RBR.

Porque Clubes e Federações não pensam nisso antes de assinar os contratos? 

Anúncios
11 Comentários leave one →
  1. Marquinho permalink
    12 maio, 2009 4:40 pm

    Simples…
    manda a GLobo repassar uma verba pra cada clube!
    Prontooo!
    resolvido o problema!

  2. Marquinho permalink
    12 maio, 2009 4:48 pm

    UMA VERBA BOA, PRA NAUM PRECISAR DE MAIS PATROCINIO NENHUM RSRS

  3. Dudu permalink*
    12 maio, 2009 5:28 pm

    O anúncio da Unisul em suspender os trabalhos da equipe masculina de vôlei nesta segunda-feira gerou uma reação da Rede Globo, que divulgou uma nota oficial sobre o assunto.

    Entre as causas alegadas pela Unisul estava a omissão do nome real da equipe nas transmissões de televisão, o que teria contribuído para a desistência dos patrocinadores – e que levou a emissora carioca a emitir a nota oficial.

    Assim como recentemente aconteceu com o Finasa e a própria Brasil Telecom, comprada pela Oi, a empresa foi retirada do vôlei por não obter retorno do investimento em um time de vôlei. A Oi patrocinou a equipe de Macaé na temporada 05/06 que contava com elenco de peso como Marcelle, Érika, Fofinha e Elisangela.

    Os torcedores de vôlei se uniram e organizaram um abaixo assinado para que esse problema com as transmissões seja solucionado pela CBV. (www.abaixoassinado.org/webroot/abaixoassinados/4176)

    Leia a íntegra da nota da Rede Globo que se isenta de culpa e aponta crise mundial pelo mal momento do vôlei:

    “Os critérios que orientam as decisões das equipes de Jornalismo e de Esportes da Globo, de citar e exibir marcas, atendem a uma finalidade: ajudar o público a reconhecer a existência de fronteiras entre editorial e comercial, além, é óbvio, de resguardar, legitimamente, o modelo de viabilização da TV aberta, cujo sustento deve advir exclusivamente da comercialização dos intervalos e de outros formatos comerciais.

    Do ponto de vista editorial, a citação indiscriminada de marcas comerciais por parte de narradores, comentaristas e repórteres poderia induzir o público a erro de julgamento quanto a independência, isenção e integridade que estes profissionais obrigatoriamente devem manter com relação a equipes e eventos esportivos. Por isso, mesmo considerando que o mercado esportivo evoluiu muito nas últimas duas décadas, a TV Globo nunca abriu mão deste princípio editorial, sem, entretanto, deixar de cumprir o dever de informar.

    A Globo considera que a visibilidade natural proporcionada aos patrocinadores de equipes e eventos, em transmissões e reportagens, por si só agrega valor às marcas e gera ganhos de imagem para as empresas investidoras no esporte, dado o imenso alcance de público da televisão aberta.

    Além do propósito de apoiar o esporte, o expediente de utilizar marcas comerciais para dar nome às equipes e patrocinar ostensivamente projetos esportivos visa, evidentemente, à obtenção da chamada “mídia espontânea” – as empresas querem a citação gratuita das suas marcas, evitando adquirir espaço comercial para expor seus produtos ou serviços.

    É curioso que, justamente no momento em que o mundo atravessa grave crise econômica, empresas aleguem que vão encerrar projetos esportivos porque suas marcas não são citadas. Ainda que estes projetos esportivos tenham recebido durante anos – às vezes décadas – o mesmo tratamento atual, o que prova terem sido vitoriosos e assegurado retorno para os patrocinadores que a eles se associaram.

    A eventual frustração de empresas patrocinadoras por não terem conseguido, na Globo, a chamada “mídia espontânea”, na intensidade pretendida, reforça nossa convicção quanto ao acerto de nossas políticas.”

    Fonte: Melhor do Vôlei
    http://www.melhordovolei.com.br/o_conteudo.asp?tipo=1¬icia=n015176

  4. Dudu permalink*
    12 maio, 2009 5:31 pm

    O anúncio da Unisul em suspender os trabalhos da equipe masculina de vôlei nesta segunda-feira gerou uma reação da Rede Globo, que divulgou uma nota oficial sobre o assunto.

    Entre as causas alegadas pela Unisul estava a omissão do nome real da equipe nas transmissões de televisão, o que teria contribuído para a desistência dos patrocinadores – e que levou a emissora carioca a emitir a nota oficial.

    Assim como recentemente aconteceu com o Finasa e a própria Brasil Telecom, comprada pela Oi, a empresa foi retirada do vôlei por não obter retorno do investimento em um time de vôlei. A Oi patrocinou a equipe de Macaé na temporada 05/06 que contava com elenco de peso como Marcelle, Érika, Fofinha e Elisangela.

    Os torcedores de vôlei se uniram e organizaram um abaixo assinado para que esse problema com as transmissões seja solucionado pela CBV. (www.abaixoassinado.org/webroot/abaixoassinados/4176)

    Leia a íntegra da nota da Rede Globo que se isenta de culpa e aponta crise mundial pelo mal momento do vôlei:

    “Os critérios que orientam as decisões das equipes de Jornalismo e de Esportes da Globo, de citar e exibir marcas, atendem a uma finalidade: ajudar o público a reconhecer a existência de fronteiras entre editorial e comercial, além, é óbvio, de resguardar, legitimamente, o modelo de viabilização da TV aberta, cujo sustento deve advir exclusivamente da comercialização dos intervalos e de outros formatos comerciais.

    Do ponto de vista editorial, a citação indiscriminada de marcas comerciais por parte de narradores, comentaristas e repórteres poderia induzir o público a erro de julgamento quanto a independência, isenção e integridade que estes profissionais obrigatoriamente devem manter com relação a equipes e eventos esportivos. Por isso, mesmo considerando que o mercado esportivo evoluiu muito nas últimas duas décadas, a TV Globo nunca abriu mão deste princípio editorial, sem, entretanto, deixar de cumprir o dever de informar.

  5. Dudu permalink*
    12 maio, 2009 5:31 pm

    A Globo considera que a visibilidade natural proporcionada aos patrocinadores de equipes e eventos, em transmissões e reportagens, por si só agrega valor às marcas e gera ganhos de imagem para as empresas investidoras no esporte, dado o imenso alcance de público da televisão aberta.

    Além do propósito de apoiar o esporte, o expediente de utilizar marcas comerciais para dar nome às equipes e patrocinar ostensivamente projetos esportivos visa, evidentemente, à obtenção da chamada “mídia espontânea” – as empresas querem a citação gratuita das suas marcas, evitando adquirir espaço comercial para expor seus produtos ou serviços.

    É curioso que, justamente no momento em que o mundo atravessa grave crise econômica, empresas aleguem que vão encerrar projetos esportivos porque suas marcas não são citadas. Ainda que estes projetos esportivos tenham recebido durante anos – às vezes décadas – o mesmo tratamento atual, o que prova terem sido vitoriosos e assegurado retorno para os patrocinadores que a eles se associaram.

    A eventual frustração de empresas patrocinadoras por não terem conseguido, na Globo, a chamada “mídia espontânea”, na intensidade pretendida, reforça nossa convicção quanto ao acerto de nossas políticas.”

    Fonte: Melhor do Vôlei
    http://www.melhordovolei.com.br/o_conteudo.asp?tipo=1¬icia=n015176

  6. Dudu permalink*
    12 maio, 2009 5:35 pm

    “(…)patrocinar ostensivamente projetos esportivos visa, evidentemente, à obtenção da chamada “mídia espontânea” – as empresas querem a citação gratuita das suas marcas, evitando adquirir espaço comercial para expor seus produtos ou serviços.(…)

    MÍDIA ESPONTÂNEA? Os caras investiram no esporte, ora bolas! Um meio termo aí tem que existir!

    Não pode ficar essa hipocrisia do kct e depois ficar cobrando medalha e investimento.

  7. DIOGO ABRAHÃO permalink
    12 maio, 2009 11:44 pm

    COITADO DO FINASA (GRUPO BRADESCO)… FOI ENGANADO PELA GLOBO! GRANDE BALELA ISSO.

  8. DIOGO ABRAHÃO permalink
    12 maio, 2009 11:46 pm

    NÃO HÁ RETORNO PQ O BRASILEIRO NÃO TEM CULTURA DE ESPORTE. SÓ FUTEBOL, FUTEBOL, FUTEBOL… ALIÁS, NOSSO POVO TEM QUE COMEÇAR A OLHAR UM POUCO PRO SEU PRÓPRIO RABO E PARAR DE CULPAR A REDE GLOBO POR TUDO.

  9. Alvinho permalink*
    13 maio, 2009 8:42 am

    Sim, concordo em parte com o que vc disse, Diogo, mas a Globo tem alto poder de manipulação da cultura em massa. Acha que se ela fizer uma puta propaganda, exaltar o time de Badminton, transmitir os jogos, ele não vai ser mais visado depois de um tempo? Culpar por tudo, realmente não… Mas que ela pode mudar um pouco disso qdo quiser, pode.

  10. Zé`s permalink
    13 maio, 2009 9:12 am

    Não sou muito fã da globo, mas essas empresas todas já sabiam que ela faz isso, se é certo ou errado é outra historia, procura outra rede pra transmitir ( a Record não ta cheia de dinheiro e ainda quer investir nesses esportes olímpicos pq vai ter exclusividade nas olimpíadas.

  11. Dudu permalink*
    13 maio, 2009 10:32 am

    Foi o que eu falei lá no EA: acho que não pode ser 8 nem 80. Tem que ter um meio termo aí. Ela não pode cortar a testa dos jogadores e ficar fazendo joguinho de luz pra esconder a plaquinha do patrocinador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: