Skip to content

Teoria dos ingressos caros

24 abril, 2009
by

Pegar carona com o Dudu, e reproduzir parte de um artigo do blog do Cosme, muito interessante e conveniente:

“Não é por acaso que os ingressos no Brasil inteiro estão caríssimos.

Há um plano sórdido entre os dirigentes para a elitização dos estádios.

Com total apoio das Federações e da própria CBF, os preços são majorados pelos clubes.

O intuito é levar a classe média alta para os estádios.

Não interessa mais os torcedores mais pobres.

Aqueles que não consomem.

Os dirigentes acreditam que são eles quem estragam os estádios, arrebentam banheiro, roubam torneiras.

Urinam nos pilares.

A fórmula é encarecer e oferecer mais comodidade como comida quente, estacionamento, bebida gelada.

Os camarotes surgiram para ficar.

As empresas dão muito lucro alugando camarotes nos estádios paulistas.

Dentro deles são servidas comida e bebida de primeiro mundo.

Mais pista de dança e todo tipo de mordomia.

Como um apartheid silencioso, a tendência é separar os pobres dos ricos.

O próximo passo é aproveitar a violência dos torcedores.

Sim. Aproveitar a violência para implementar a torcida única.

Com isso, já elimina a presença dos torcedores organizados que defendem o outro clube.

Isso significa economia para os donos dos estádios.

E para os dirigentes que ajudam a bancar as viagens das suas organizadas para enfrentar o time rival.

“O futebol brasileiro ficou mais caro, mas sempre haverá espaço para os torcedores comuns. Com preços mais baixos.

Eles são a alma do espetáculo”, afirma o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio.

Só que os preços mais baixos são muito mais altos do que jamais foram.

E não voltarão a ser.

Futebol no Brasil será um privilégio das elites.”

Anúncios
6 Comentários leave one →
  1. Zé's permalink
    24 abril, 2009 10:38 pm

    Mas isso era claro, acho qu até demorou a chegar, o povão no maximo vai poder ir na primeira fase do carioquinha, porém não acho isso de todo errado não, é uma receita para os clubes.

  2. Alvinho permalink*
    25 abril, 2009 5:31 pm

    Reparem que minha teoria descrita num comentário do post “O monstro e a fraude”, se confirma aqui. Dudu não se pronuncia nestes posts pq é laranja de algum cartola.

  3. Dudu permalink*
    26 abril, 2009 12:13 am

    Cara, eu concordo com o post. O Rio é um dos poucos lugares onde se pode bandeiras, alguns tipos de fogos e tal. Sinalizadores foram proibidos recentemente. Cerveja já tem 1 ano mais ou menos que foi proibida. Em Sp, não pode bandeira com mastro. Lá na Arena da Baixada tb não pode nada, e os lugares são todos COM NOME. Eu fui lá tem 1 ano, e quase tds as cadeiras já estavam vendidas (vc compra a sua cadeira, ela fica com seu nome, pagava-se 50 reais por mês e só vc sentava nela). Hoje em dia, já deve ter vendido tudo. No Beira-Rio e Olímpico, é semelhante. Até em SJ, Dinamite já ensaiou colocar cadeiras. A idéia é, aos poucos, ir transformando, com muitas aspas, o Brasil numa Europa, onde a cada lance perigoso bate-se palminhas.

  4. Zé's permalink
    26 abril, 2009 9:28 am

    Ja venderam tudo em Atlético Sim.

  5. 26 abril, 2009 1:31 pm

    Isso é relativíssimo. O São Paulo, por exemplo, fidelizou um torcedor que paga caro pra ver seu time, e está ganhando muito dinheiro com isso. Mas teve um momento do Brasileiro do ano passado em que o time ameaçou ficar fora até da Libertadores, antes da grande virada, e a torcida sumiu. Ingresso caro dá certo com time que ganha, mas ninguém vai ficar ganhando or esto da vida.

  6. DIOGO ABRAHÃO permalink
    27 abril, 2009 9:42 pm

    MEU SONHO É O FIM DAS ORGANIZADAS E DOS CAMBISTAS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: